quarta-feira, 15 de junho de 2011

Borboleta


Voa borboleta, voa.
Tua vida é curta e o dia é mais curto ainda.
Voa borboleta, voa.
De flor em flor, descobre a beleza da vida.
Voa borboleta, voa.
Aproveita o calor do sol, que a chuva aproveitastes nos teus dias de lagarta.
Voa, borboleta, voa.
De parada, quietinha, já viraste casulo.
Voa borboleta, voa.
És borboleta, pro casulo não podes voltar.
Voa borboleta, voa.
Não és passarinho, mas podes deixar o vento te guiar.
Voa borboleta, voa.
Se quiseres ir contra o vento, é possível lutar.
Voa borboleta, voa.
No teu caminho não há nuvens.
Voa borboleta, voa.
Voa rumo ao infinito, sem medo, pois te transformastes e és linda.