segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Não-só

Umas noite,
um lugar escuros
aconchegante e sonoro.
Gostos, sensações e música.
Ar boêmio.
Um chocolate quente pra contrariar.
Companhia quando queria estar só.
Queria ninguém a me observar.
Me interromper com colocações que me retiram do meu mundinho.
Ah, que preço a pagar pela não-solidão...