segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

(A)Diversidade

Tenho um lado verdadeiramente claro.
Oculto-me em uma carapaça de normalidade que transmite injustamente o contrário do que é essência.
Queria transparecer incerteza.
Acomodada, não penso.
Convicta, porém sempre aberta a outras discrepâncias.
Que graça haveria na vida se não fosse a (a)diversidade?