quinta-feira, 20 de março de 2014

Eclipses



Somos mais que metas a serem alcançadas.
Somos sonhos e, às vezes, poesia.
Seres pensantes que desafiam o abstrato.
Mistura de cores, num preto e branco remoto.
Nosso mundo talvez gire diferente.
Em eclipses de consciência se cria
O que não se entende depois de sóbrio.
Despreocupados por não ter rima.
Alheios a conceitos fechados.
Sublimando o que era recalque.